Posts Tagged ‘Paulinho Nogueira’

Viva Nássara!

sábado, novembro 11th, 2017

Em 1962, o violonista Paulinho Nogueira me emprestou o LP 45 rpm Polêmica, capa do caricaturista Nássara, compositor e parceiro de Noël. Segundo Millor Fernandes, Antônio Gabriel Nássara (1910- 1996) foi o Mondrian do portrait-charge,… (ele) corrige a natureza fazendo com que as personagens acabem se parecendo com a caricatura.

Clique para ampliar

Vinte e seis anos depois ganharia de presente suas ilustrações da História do Brasil que escrevi para o encarte do LP Pindorama do grupo Pau Brasil (Nelson Ayres: piano e teclados, Paulo Bellinati: guitarra e violão, Roberto Sion: Sax e Flauta, Rodolfo Stroeter: baixo acústico e elétrico, Bob Wyatt: bateria).

Numa manhã Nássara liga para minha casa:

– Aqui é o Nássara. Ouça, não adianta falar nada que eu sou surdo: voce fez um épico do carnaval!

E desligou.

Chorei de emoção.

Alá-la-ô-ô-ô-ô-ô-ô-ô!

 

Clique para ampliar

 

 

Clique para ampliar

.

Clique para ampliar

.

Clique para ampliar

http://www.dicionariompb.com.br/nassara/dados-artisticos

Meu Violão de Estimação

quarta-feira, outubro 28th, 2015

Meu violão de estimação

“De tanto roçar meu peito

Tens hoje o timbre perfeito

Da voz do meu coração.”

Meu Companheiro. Chico Alves e Orestes Barbosa.

 

Esse é o violão da minha juventude, autografado por pessoas encantadoras que conheci nas serestas, saraus,  em casas familiares e nos bares.

“Quem toca em casa familiar

É o bobo Lelé

Fica sem mão pra beber

Fica sem mão pra mulher!”

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Vinicius de Moraes e meu primo querido Zequinha Marques da Costa, lá pelas tantas cantavam essa música pra tirar sarro da minha cara que varava a noite tocando feito um desvairado, e eles numas…

Vinicius e Zequinha

Zequinha me disse que a obra é de autoria Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta.

Sério Porto, por Nassara

Sério Porto, por Nassara

Enfim, taí o pinho,  assinado por: João Gilberto, Vinicius de Moraes, Baden Powell, Carlos Lyra, Chico Buarque, Rosinha de Valença (que saudade bicho!), Elizeth Cardoso, Cyro Monteiro, Edú Lôbo, Gal Costa, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Sérgio Mendes, Ruy Guerra, Norma Benguell, Odete Lara, Os Cariocas (Severino, Badeco, Quartera e Luiz Roberto), Paulo Autran, Oscar Castro Neves, Jorge Ben, Luiz Eça, Dom Um (que saudade bicho!), MPB4, Pedrinho Mattar, Paulinho Nogueira, Claudette Soares, Walter Wanderley, Alaíde Costa,Anna Lúcia,  Flávio Rangel, Silveira Sampaio (o Jô Soares era assistente do seu talk show no inicio dos anos 60!), Geraldo Cunha (viva o Jogral!), Dudi Maia Rosa, Walter Santos (Bossa Nova ou Samba Jazz?) e Diogo Pacheco.

Deixaram de autografá-lo por motivos de força maior ou menor, seja pelo adiantado da hora, libações etílicas ou irresponsabilidade, Wilson Batista – o maior sambista brasileiro de todos os tempos – Ismael Silva, Dick Farney, Duke Ellington e orquestra, Ataulfo Alves, Sergio Ricardo, Grande Otelo, Billy Blanco, Jorge Goulart, Nora Ney, Otto Lara Resende, Ze Kéti, Jô Soares, Hervê Cordovil , Alexandre o’Neill, Carlos Manga, Wilson Simonal, Sylvia Telles, José Carlos Ferreira, o Boi, Don Rossé Cavaca, Milton Nascimento e  Antonio Carlos Planetário de Almeida Jobim.

Fica pra próxima.

Novamente juntos eu e o violão

Vagando devagar, por vagar

Cantando uma canção qualquer, só por cantar

Mercê da solidão

Vadiando em vão por aí

Nós vamos seguir,

Outra rua, outro bar, outro amigo, outra mão

Qualquer companheira, qualquer direção

Até chegar em qualquer lugar

Qualquer que seja a morte a esperar

Jamais meu violão me abandonará

Se eu vivi, foi inútil viver

Já mais nada me resta saber

Quero ouvir meu violão gemer

Até me serenizar.

Violão vadio.

Edgard Poças e seu ViolãoBaden Powell e Paulo César Pinheiro

 

Noël Batista x Wilson Rosa.

terça-feira, fevereiro 18th, 2014

Clique para ampliar

 

Em 1962 o violonista Paulinho Nogueira me emprestou o LP 45 rpm, Polêmica, contendo as gravações da célebre batalha musical travada pelos dois bambas, com capa do cartunista e compositor Nássara, que foi parceiro de ambos. Tirei as músicas e letras, até hoje sei de cor e aprendi no correr dos anos que a batalha não foi tão feroz assim; aliás, ouvi essa consideração do próprio Wilson entrevistado por Bibi Ferreira no programa Brasil 61, no antigo canal 9, na rua Nestor Pestana em São Paulo, onde hoje é o Teatro Cultura Artística. Depois, da sua apresentação – lembro que cantou Rapaz Folgado e  Balzaquiana – nos bastidores do teatro, levado pelo grande Sérgio Ricardo, que nessa noite cantou O Nosso Olhar, modéstia à parte meus senhores, tive a oportunidade de ficar um bom tempo ao lado  do maior sambista de todos os tempos.

Não tô charlando.

E mais, bati o maior papo com João Gilberto, que fica para um outro post.

Sobre Noël temos Noel Rosa – Uma Biografia, por João Máximo e Carlos Didier e tambem a preciosa caixa Noel pela Primeira Vez, organizada por Omar Jubran, que contem a obra completa em 14 discos.

                              

E sobre o Wilson a tese é a seguinte: meu amigo Rodrigo Alzuguir, que passou nove anos no maior lesco – lesco na obra do pretinho lançou a biografia definitiva. “WILSON BAPTISTA – O SAMBA FOI SUA GLÓRIA”. Aí, a gente junta com o belo CD Ganha-Se Pouco Mas é Divertido de Cristina Buarque de Holanda com vinte e duas músicas de um repertório próximo de setecentas – e ainda diziam que o cabo era inimigo do batente – e a quizumba fica empatada.

Pra quem quizer relançar a polêmica entre os dois bambas, fica a sugestão de capa: a foto lá de cima. Duas em uma, amor de parceria.

As fotos falam!

Acompanhamento:

Wilson:

O Bonde São Januário

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Lenço no Pescoço

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Noel:

Rapaz folgado

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Não tem Tradução

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Para completar Rodrigo Alzuguir, está pelos teatros do Brasil com o espetáculo “O samba Carioca de Wilson Baptista”, sucesso no Rio de Janeiro e o CD de mesmo nome – pela Biscoito Fino – está na praça contendo as musicas do pretinho interpretadas por grandes cantores da musica brasileira, entre os quais minha filha Céu para extremo orgulho do pai. É o Wilson nas paradas!

 P.S.: Post escrito com a mão do Alcides.