Archive for the ‘O Assobio’ Category

O assobio

quarta-feira, fevereiro 3rd, 2016

Há tempos reparo que cada vez menos se assobia, ou assovia. Na minha infância e adolescência, início dos anos cincoenta, o assobio era um instrumento apreciado e utilíssimo. Além de ser barato e de fácil transporte era, depois da voz, o que melhor expressava nosso humor, a melodia interna e se prestava para dezenas de utilidades.

Vi e ouvi grandes assobiadores se apresentando no rádio, na TV, em filmes, em LPs, solando esse instrumento de altíssimo custo benefício, afinal é de nascença.

O assobio, com certeza, nasceu antes da música, provavelmente para chamar alguem ou algum bicho, e se consagrou multimídia. Tem até  assobio mudo. De extrema utilidade quando entramos numa sala de espera cheia e sabemos que estamos sendo observados, assopramos aquele ventinho cheio de naturalidade. 0

Mas voltemos às músicas: aqui seguem tres que marcaram aqueles tempos:- The High and the Mighty, de Dimitri Tiomkin, do filme  Um Fio de Esperança (1954), estrelado por John Wayne e premiado com o Oscar de trilha sonora original.

Achava a música a mais triste do mundo, embora, para muitos significasse esperança. Belíssima melodia, até hoje soa uma vaga tristeza.

A gravação é de Victor Young e sua Orquestra.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

 •

Just Walking In The Rain, de Johnny Bragg e Robert Riley estourou no Brasil, em 1956, na voz de Johnnie Ray. O sucesso foi tanto e o troxe ao Brasil. Assisti sua apresentação pela TV e fiquei muito impressionado de ver que ele usava um aparelho auditivo.

Essa música foi, por um bom tempo, o carro chefe do meu show imaginário cantada num ingles idem.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Trinta anos depois escrevi essa letra em português – Quem não sabe assobiar – gravada pel’ A Turma do Balão Mágico.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

 •

Quem não sabe assobiar

Eu posso ensinar

Preste atenção no que diz esta canção

 

Quem não sabe assobiar

É que nem comer

É que nem coçar

É só começar

 

Faz um bom biquinho

Aí, é só soprar

Mas não dê risada

Senão pode falhar

 

Quem não sabe assobiar

Pega esta canção

Faz que nem balão

Sopra, só pra ver voar

 •

– The Happy Whistler, tambem de 1956, assobiada por Don Robertson, só nos USA alcançou mais de um milhão de cópias vendidas.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

– Colonel Bogey March. Marcha escrita pelo tenente F.J.Ricketts (1881–1945), um militar britânico, maestro de banda diretor musical da Royal Marines em Plymouth, editada com o pseudônimo de Kenneth Alford e usada como tema principal do filme  A Ponte do Rio Kwai, de David Lean sobre a Segunda Guerra Mundial, produção espetacular, que conquistou o público e venceu sete Oscars em 1957, entre os quais os de Melhor Filme, Melhor Actor (Alec Guiness) e Melhor Realizador.

A Marcha do Coronel Bogey cantarolada nos tempos da Segunda Guerra Mundial transformou-se num êxito mundial.

Aqui uma gravação com a Boston Pops Orchestra regida por John Williams.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

e aqui um trecho do filme :

 •

Estava achando que o assobio estava banido na música, mas me enganei, leiam a matéria publicada pela revista Rolling Stone, no endereço abaixo:

http://rollingstone.uol.com.br/galeria/dez-assobios-mais-grudentos-da-musica

O assobio sobrevive na música e no nosso dia a dia, inclusive o sabiá que sabia assobiar.