Archive for Março, 2014

Colégio Santo Alberto II.

segunda-feira, Março 24th, 2014

Estão chegando contribuições:

Fotos enviadas por Waldir do Carmo Guimarães Albieri querido colega de estudo e de bola.

clique para ampliar

De pé: Frei Ernesto,  Henrique Lieppelt, Edgard Poças e Antonio Celso Carramegna e frei Adriano “amnhã non av’ra aulam” Agachados: Jaques (não lembro o sobrenome), Paulinho “Zumbi” e Waldyr Albieri. Timaço!

Ao centro, Paulo Ribeiro, à direita Waldir Albieri e à esquerda Mussú (Ricardo Mussumeci) e sua sensual napa em reunião da diretoria do grêmio.

 

 

Novamente juntos, eu e o violão…

Ricardo Bérgamo, Edgard Poças, Alfredo Prôto Waldir Albieri e Atélio, alguns muitos anos depois em reunião de veteranos no teatro do CSA, após a missa, é claro.

Colégio Santo Alberto.

segunda-feira, Março 24th, 2014

Externato Paraíso e Ginásio Paraíso. Anos 50.

sábado, Março 15th, 2014

Meus colegas de Externato Paraíso inicialmente  na rua Eça de Queiroz e depois Ginásio Paraíso na avenida Rodrigues Alves.

 

Feitiço da Vila Madalena

quarta-feira, Março 12th, 2014

Parceria com meu filho Diogo, que assim como Mili sua irmã, nasceu nessa vila tão querida. Um abraço paulistano em memória de Vadico e Noël Rosa que enriqueceram nossa música com seu talento.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Diogo Poças e Edgard Poças

Quem nasce lá na Vila não vacila não

Ao abraçar o som

Que faz dançar os astros da madrugada

E o sol se atrasar pra alvorada

 

Quem nasce lá na vila nasce feito

Sem dó de preconceito

O bosque dá saúde

A liberdade atitude

E a vila Madá respeito

 

É produção independente

Que virou marca sem tirar patente        

Nas quebradas da Harmonia

Desfiou o som

Som da gente com inteligência

Com feitiço, porem, com decência                          

A lira paulistana não se engana, não

Se tudo vale a pena

Se a  alma não é pequena

Meu coração é Vila Madalena!

A casa onde morávamos, graças à Deus, na rua Girassol 67.

Hoje é o Grazie a Dio.

Mili e Diogo, 1974.

 •

No Auditório Ibirapuera, com participação da Céu.

Flavio Rangel

quinta-feira, Março 6th, 2014

Outra noite, não lembro se no canal Curta ou no Arte 1 –  ligo a TV e vou direto neles – assisti a um video maravilhoso sobre Flávio Rangel. Chorei. Que pessoa que eu tive o privilégio de conhecer! Foi nos ensaios do espetáculo Vinicius Poesia e Canção, realizado no Teatro Municipal de São Paulo em dezembro de 1965, dirigido por meu querido primo Zequinha Marques da Costa. Flávio aparecia pra dar uma força com seu entusiasmo contagiante. Depois de um ensaio tinha tudo na cabeça e distribuia seu conhecimento com bondade  e doçura. De graça.

Tomamos algumas. Aí está seu autógrafo no meu violão, entre Edú Lobo, Vinicius de Moraes, Sérgio Mendes e Baden Powell, em ótima companhia.

Flávio nasceu em seis de agosto de 1934 e morreu em 25 de outubro de 1988.Imagino a beleza que ele deve estar montando lá em cima.Elenco não falta.

Clique para ampliar

Villa Lobos

quarta-feira, Março 5th, 2014

Villa Lobos nasceu em 5 de março de 1887 e morreu em 17 de novembro de 1959.

Gênio. Índio de casaca. Formado pela universidade de Cascadura.

Sobre a inspiração:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Grande Villa!

Modinha da Bachiana 1.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Sem palavras.