O Rei e eu.

Clique para ampliar

Liga o Diogo meu filho:

– Pai, o Pelé vem gravar um comercial aqui no estúdio, hoje às quatro!

Fui correndo.

Depois de abraçá-lo – confesso que chorei – mandei essa:

– Pelé, a tua sorte foi que eu gostava de música!

O rei respondeu de primeira:

-Não vem me dizer que você com essa cara jogava futebol!

E eu fiquei pensando quantas vezes ele deve ter ouvido esse lero…

 

 •

 

Pelé e a camisa autografada para André Gil Bairão, futuro expoente da educação esportiva.

 

Hoje  é dia 23 de outubro dia do nascimento do rei.

Viva Pelé!

 •

Tags: , ,

5 Responses to “O Rei e eu.”

  1. Diogo disse:

    Pai, te amo.

  2. Quem viu ele jogar, como eu vi, jamais se esquecerá da sua genialidade. Mesmo sendo Tricolor de coração e alma, na década de 60 eu assisti muito mais jogos do Santos do que os do SPFC. Aqueles caras eram gênios da bola: Dorval, Mengávio, Coutinho, Pelé e Pepe, tendo a escolta-los um outro lider, não menos genial, apelidado de Zito que, modestamenta, eu tentava imitar nos campinhos de várzea da vida. Abraços Edgar… e só para constar, você era um craque sim!

  3. Edgard Poças disse:

    Defendemos juntos as gloriosas côres do Colégio Santo Alberto!

  4. Lourenzo Senna disse:

    Senhor Edgard sou cantor lírico me chamo lourenzo Senna e sou de Manaus Amazonas, estou querendo interpretar em um recital sua canção estrelinha que foi gravado pelo Jean William, mas não consigo encontrar a partitura na internet. Vc poderia me disponibilizar ela por favor. No aguardo de resposta… Meu e-mail: eldersenna@hotmail.com
    Muito grato por sua atenção.

  5. Edgard Poças disse:

    Lourenzo; que bom que voce vai cantar a Estrelinha. Enviei a partitura por email.Abraço.

Leave a Reply